PRODUTOS
Outros Produtos SAPEC
Visualizar Ficha Técnica
Ficha de Segurança CLP
Tabela de Compatibilidades

LMR
Consultório Online
Mais informação
PRODUTOS



O GRANSTAR® COMBI é um herbicida sistémico e residual, pós-emergente, eficaz no controlo de infestantes de folha larga (dicotiledóneas) na cultura dos cereais (trigo, cevada, aveia, centeio, triticale).


Tipo de Produto: Herbicidas
Formulação: Grânulos Solúveis em água, contendo 73,4 % (p/p) de mecoprop-P + 0,96 % (p/p) de tribenurão (na forma de éster metílico)
Contém hidróxido de sódio
Família Química: Ácidos ariloxialcanóicos e sulfonilureias
Número APV/AV: AV 0232
Classificação Toxicológica: Nocivo/Perigoso para o ambiente

Embalagem:
. 1090 g
A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

Época e condições de aplicação

problema dose/conc. observações
AVEIA
Infestantes
1090-1090g/ha

Pós-emergência da cultura e das infestantes. A aplicação deverá ser realizada entre as duas folhas da cultura e no máximo até ao aparecimento de dois nós visíveis, quando as infestantes se encontrem em crescimento ativo (entre as 2-6 folhas).

CENTEIO
Infestantes
1090-1090g/ha

Pós-emergência da cultura e das infestantes. A aplicação deverá ser realizada entre as duas folhas da cultura e no máximo até ao aparecimento de dois nós visíveis, quando as infestantes se encontrem em crescimento ativo (entre as 2-6 folhas).

CEVADA
Infestantes
1090-1090g/ha

Pós-emergência da cultura e das infestantes. A aplicação deverá ser realizada entre as duas folhas da cultura e no máximo até ao aparecimento de dois nós visíveis, quando as infestantes se encontrem em crescimento ativo (entre as 2-6 folhas).

TRIGO
Infestantes
1090-1090g/ha

Pós-emergência da cultura e das infestantes. A aplicação deverá ser realizada entre as duas folhas da cultura e no máximo até ao aparecimento de dois nós visíveis, quando as infestantes se encontrem em crescimento ativo (entre as 2-6 folhas).

TRITICALE
Infestantes
1090-1090g/ha

Pós-emergência da cultura e das infestantes. A aplicação deverá ser realizada entre as duas folhas da cultura e no máximo até ao aparecimento de dois nós visíveis, quando as infestantes se encontrem em crescimento ativo (entre as 2-6 folhas).


Infestantes Susceptíveis

Andragem (Ridolfia segetum), bolsa-do-pastor (Capsella bursa-pastoris), catassol (Chenopodium album), cardo-das-vinhas (Cirsium arvense), erva-aranha (Spergula arvensis), erva-moleirinha (Fumaria officinalis), grizandra (Diplotaxis erucoides), grizandra-dos-montes (Diplotaxis muralis), lâmio (Lamium amplexicaule), margação (Anthemis arvensis), morrião (Anagallis arvensis),  mostarda dos campos (Sinapsis arvensis), morugem branca (Stellaria media), nariz-de-zorra (Sillene galica), Nigela-dos-trigos (Agrostemma ghitago), pampilho-das-searas (Chrysantemum segetum), sapinho-roxo-das-areias (Spergularia rubra), saramago (Raphanus raphanistrum), Sisymbrium sp., serralha-macia (Sonchus oleraceus), urtiga maior (Urtica dioica).

INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCETÍVEIS

Amor-de-hortelão (Galium aparine), amor-perfeito-bravo (Viola arvensis), corriola-bastarda (Polygonum convolvulus), labaça-obtusa (Rumex obtusifolius), lâmio roxo (Lamium purpureum), papoila-das-searas (Papaver rhoeas),  sempre-noiva (Polygonum aviculare), verónica-de-folha-de-hera (Veronica hederifolia), verónica-da-pérsia (Veronica pérsica).

Infestantes Resistentes

Gramíneas em geral e corriola (Convolvulus arvensis).   

Modo de Aplicação

Calibrar corretamente o equipamento , calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo  com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição da calda. A quantidade de produto e o volume de calda deve ser adequado à área de aplicação, respeitando as doses indicadas. Para diminuir o risco de arrastamento evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e/ou usar bicos anti-arrastamento.
Volume de calda a utilizar: 100 a 600 L/ha

Modo de Preparação

No recipiente onde se prepara a calda, deitar metade da água necessária. Juntar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.
Atenção: Para garantir uma dosificação adequada não se deve fraccionar o conteúdo da embalagem. O conteúdo da embalagem corresponde à dose necessária para 1 hectare.

Precauções Biológicas

Evitar o arrastamento para culturas vizinhas
A aplicação repetida de GRANSTAR COMBI pode originar o aparecimento de biótipos resistentes de algumas infestantes indicadas no rótulo como susceptíveis. Para evitar que tal aconteça, recomenda-se a utilização deste herbicida em alternância com outros herbicidas com diferente modo de ação.
GRANSTAR® COMBI não deverá ser aplicado na cultura quando esta se encontre em condições de stress, nomeadamente; stress hídrico, excesso de água, elevadas amplitudes térmicas (nocturna < 1ºC, ou diurna > 28ºC), presença de estragos devidos a ataques de insetos, granizo ou frio,carências nutricionais, fitotoxicidade provocada por uma monda química anterior, ou qualquer outro fator que provoque um abrandamento no desenvolvimento vegetativo. Uma aplicação de GRANSTAR® COMBI em condições de stress como as atrás descritas poderá provocar o eventual aparecimento de sintomas de fitotoxicidade.
Não aplicar GRANSTAR® COMBI nos 3 dias seguintes à ocorrência de elevada queda pluviométrica, aplicando somente quando os solos já não se apresentem saturados de água.

Precauções toxicológicas, ecotoxicológicas e ambientais

. Ficha de segurança fornecida a pedido de utilizadores profissionais.
. Manter afastado de alimentos e bebidas, incluindo os dos animais.
. Nocivo por ingestão.
. Irritante para os olhos.
. Pode causar sensibilização em contacto com a pele.
. Não respirar a nuvem de pulverização.
. Evitar o contacto com a pele e os olhos.
. Usar luvas adequadas durante a preparação da calda e aplicação do produto.
. Este produto não pode ser utilizado com pulverizador manual.
. Não comer, beber ou fumar durante a utilização.
. Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.
. A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada, e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção autorizado; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.
. Muito tóxico para os organismos aquáticos, podendo causar efeitos nefastos a longo prazo no ambiente aquático.
. Para proteção dos organismos aquáticos, não aplicar em terrenos agrícolas adjacentes a águas de superfície.
. Após o tratamento lavar cuidadosamente as luvas tendo o cuidado especial em lavá-las por dentro.
Tratamento de Emergência: Em caso de contacto com os olhos, lavar imediata e abundantemente com água e consultar um especialista. Em caso de ingestão lavar repetidamente a boca com água (apenas se a vítima estiver consciente), consultar imediatamente o médico e mostrar-lhe a embalagem ou o rótulo.

Em caso de intoxicação contacte o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), telefone nº 800 250 250

Marca Registada

DuPont

Nota

Os resultados da aplicação deste produto são suscetíveis de variar pela ação de fatores que estão fora do nosso domínio, pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas pela lei.