PRODUTOS
Outros Produtos SAPEC
Visualizar Ficha Técnica CLP
Ficha de Segurança CLP
Tabela de Compatibilidades

LMR
Consultório Online
Mais informação
PRODUTOS



JUDO® COMBI é um insecticida que resulta da mistura de duas substâncias activas: lambda-cialotrina e imidaclopride.
A lambda-cialotrina pertence à família dos piretróides (IRAC). É uma molécula insecticida não-sistémica com ação de contacto e ingestão. Provoca um rápido efeito de choque sobre as pragas que controla e apresenta ainda uma boa persistência na protecção das culturas.
O imidaclopride pertence à família dos neonicotinóides (IRAC). É uma molécula insecticida sistémica com acção translaminar e com ação de contacto e ingestão, rapidamente absorvido e distribuído por toda a planta.
O produto final desta mistura é o JUDO COMBI que apresenta o conjunto das características inerentes às duas substâncias ativas, acima referidas.

Tipo de Produto: Insecticidas e Acaricidas
Formulação: Suspensão de cápsulas em suspensão concentrada (ZC) com 75 g/L ou 7,35% (p/p) de imidaclopride e 12 g/L ou 1,18% (p/p) de lambda-cialotrina

Família Química: Cloronicotinilo e piretróide
Número APV/AV: AV 0544

Embalagens:
. 100 mL
. 1 L
. 5 L

ATENÇÃO

A consulta do site não dispensa a leitura atenta do rótulo

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS

  JUDO® COMBI é um inseticida que tem na sua composição duas substâncias ativas com diferentes modos de ação: imidaclopride e lambda-cialotrina.

  O imidaclopride que pertence ao grupo químico dos neonicotinóides, é uma molécula sistémica e translaminar que atua por contacto e ingestão, interferindo na transmissão dos estímulos no sistema nervoso dos insetos. Esta substância ativa é rapidamente absorvida e distribuída na planta; a sua forte sistemia ascendente permite proteger os novos crescimentos.

  A lambda-cialotrina é um inseticida de contacto, do grupo dos piretróides, que atua por contacto e ingestão. Altera o fluxo de iões através da membrana nervosa, no sistema nervoso dos insetos. Tem um forte efeito de choque e um importante efeito repelente sobre as pragas. A lambda-cialotrina está presente na formulação sob a forma de suspensão de cápsulas.

  JUDO® COMBI, com a combinação destas duas substâncias ativas a par com a sua inovadora formulação ZC, consegue um efeito sinérgico entre ambas, proporcionando uma maior eficácia quando comparado com a aplicação do imidaclopride e da lambda-cialotrina em mistura de tanque.
A eficácia de JUDO® COMBI aumenta 13,2%, 5 horas após o tratamento e 18,6% após 24 horas, quando comparada com a aplicação das s.a. em mistura de tanque.

  A formulação ZC combina a suspensão de cápsulas (CS) e a suspensão concentrada (SC), resultando numa formulação aquosa estável de micro-cápsulas e finas partículas sólidas.

  JUDO® COMBI proporciona um completo controlo das principais pragas das culturas do tomate e da batata. Tem um importante efeito de choque e uma atividade prolongada, devido à sistemia do imidaclopride e à lambda-cialotrina microencapsulada.

OBSERVAÇÕES

  JUDO® COMBI, com duas substâncias ativas, é uma importante ferramenta na prevenção do aparecimento de populações resistentes.

  A aplicação deve ser feita ao aparecimento da praga, ficando os novos crescimentos protegidos (mesmo os tecidos que se formaram depois da aplicação do produto); esta característica é especialmente importante para o controlo de afídeos.

  A lambda-cialotrina presente na formulação em micro cápsulas, permite diminuir as perdas por volatilização uma vez que a libertação da substância ativa ocorre apenas após a secagem da calda.

  JUDO® COMBI consegue um efeito sinérgico entre as duas s.a..

  A formulação ZC, inovadora e tecnologicamente avançada, reduz a irritação e os odores, é mais segura para o aplicador e amiga do ambiente.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

  Não aplicar JUDO® COMBI durante a floração das culturas.

  No tomateiro, utilizar o produto apenas quando se pretende controlar em simultâneo os dois grupos de inimigos referidos.

  Para mais informações consulte a Ficha de Dados de Segurança do produto.

  Os produtos fitofarmacêuticos (PFF) homologados em Portugal podem ser utilizados em proteção integrada (PI), não existindo uma lista de PFF's recomendados especificamente para esse efeito. A escolha do PFF deve ter, obrigatoriamente, em consideração a aplicação dos princípios gerais da PI e as normas definidas para a cultura.